Quando surgiram as setas dos carros? Confira essa história

Equipamento foi se modernizando ao longo dos anos

São José dos Campos-SP, 21 de julho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – A seta é um item essencial para o carro. Inclusive, quando queima a lâmpada e não trocamos, podemos levar uma multa. Ou, pior do que isso, até mesmo causar uma colisão. Por isso, é um acessório indispensável. Mas, quem inventou a seta? O Olhar Automotivo vai falar um pouco sobre o assunto.

Primeiramente, os carros surgiram no século 19, e o primeiro carro oficial existiu em 1886, na Alemanha. Contudo, não tinha nem volante, pois, andava com alavancas. Seta, então, nem pensar. Até porque nem existia demanda para tanto.

Veja em seguida: Startup aposta em novo portal para comparativo de venda de carros

Contudo, o tempo foi passando, as cidades cresceram e logo os automóveis foram ganhando espaço. Mas os velhos ‘calhambeques’ também não tinham setas. Então, o jeito era usar a mão para sinalizar quando ia virar. Aliás, é uma das muitas cenas imortalizadas nos desenhos do Pica Pau.

Depois, a atriz Florence Lawrence, dos Estados Unidos, criou um dispositivo para sinalizar o lado no palco, usando um pedal. E, assim, isso também foi para os carros.

Quando surgiram as setas dos carros? Confira essa história. Foto: Canva
Quando surgiram as setas dos carros? Confira essa história. Foto: Canva

Modernização da seta

Contudo, apenas no final dos anos 30, mais exatamente em 1939, o norte-americano Joseph Bell criou a primeira luz piscante para usar como seta. Com isso, ficou mais fácil saber se o carro vai virar à direita ou à esquerda.

Veja em seguida: Nova Ford F-150 Raptor é a mais potente de todas na Ford; confira

Aliás, como muitos motoristas até hoje não as usam, existem os ‘memes’ de cidades onde ainda não existe seta. Justamente por causa dos motoristas mais esquecidos.

Todavia, não há razão para isso. Afinal de contas, a seta existe já há muitos anos e foi se aperfeiçoando. Até os anos 1970, muitos carros tinham apenas a seta na cor vermelha, ao lado da lanterna. Depois, surgiu a seta com luz marrom. Inclusive, era um sinônimo de modernidade.

Por exemplo, o primeiro Gol lançado pela Volks, em 1980, tinha a lanterna totalmente vermelha. Depois, passou a usar a cor marrom na parte da seta. Agora, naturalmente, todos os veículos possuem setas.

Mas atualização mais recente surgiu em 2009, com a Audi. Isso porque a gigante automobilística alemã foi a primeira empresa a usar setas feitas com LED. Agora, já é rotina nas marcas de todos os carros.

Por fim, nunca se esqueça de dar seta. Não tenha medo e lembre-se de que ela evita acidentes e garante a integridade do seu patrimônio.

Veja em seguida: Blazer EV: nova aposta na GM para veículo com zero emissão de gases poluentes

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Privacy & Cookies Policy