Verstappen vence o GP da França, Leclerc abandona e holandês dispara na liderança

Hamilton ficou em segundo lugar, melhor posição desta temporada

São José dos Campos-SP, 24 de julho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – O piloto holandês Max Verstappen, da Red Bull, venceu o GP da França na manhã deste domingo (24), no circuito de Paul Ricard. Chales Leclerc, o pole position, bateu e abandonou.

Depois, em segundo lugar, Lewis Hamilton teve o seu melhor resultado do ano com a Mercedes, enquanto George Russell ficou em terceiro lugar.

Com esse resultado, Verstappen foi a 243 pontos, ainda mais à frente de Leclerc, com 170. Perez está em quarto com 163.

Além disso, o holandês chegou a 27 vitórias na carreira, se igualando ao lendário Jackie Stewart.

Veja em seguida: Fórmula 1: Leclerc faz a pole position para o GP da França

Como não renovou com a gestora da categoria para o ano que vem, provavelmente este foi o último GP da França no tradicional circuito.

Agora, pilotos e equipes voltam às pistas já neste próximo final de semana. Assim, disputam o GP da Hungria, no outro domingo (31), a 13ª etapa do Mundial.

Como foi o GP da França

Na largada, Leclerc defendeu bem a posição e se manteve na ponta, após fazer a pole. E Hamilton, que largou em quarto, também foi bem e passou Sergio Perez, assumindo o terceiro posto.

Então, nas voltas seguintes, Verstappen iniciou uma perseguição ao monegasco da Ferrari. Assim, a vantagem variava entre meio segundo e um segundo.

Na sequência, Perez também pressionava Hamilton, na tentativa de retomar a terceira posição.

A partir da volta 7, o holandês colou de vez em Leclerc e a briga ficou no ‘mano a mano’ pela liderança.

Enquanto isso, lá atrás, o espanhol Carlos Sainz, que largou no final do grid, ia ganhando posições e já estava em 12º lugar.

Trocas de pneus e acidente de Leclerc

A partir da volta 16, Verstappen foi o primeiro a parar para trocar pneus, entre os pilotos da frente. Na oportunidade, ele colocou pneus duros, quando Leclerc começava a abrir vantagem.

Mas, logo em seguida, na volta 18, Leclerc perdeu a traseira do carro, saiu da pista, bateu na proteção de pneus e abandonou a prova, quando Verstappen era o sexto colocado. No rádio, o monegasco reclamou do acelerador.

Assim, mudou totalmente a cara da prova e entrou o Safety Car. E Verstappen assumiu a ponta, pois, todo mundo parou para trocar pneus.

Veja em seguida: Nissan quer chegar a 50 mil carros produzidos por ano na Argentina

Com isso, o atual campeão mundial foi controlando a vantagem na ponta, mais de três segundos à frente de Hamilton.

Naquele momento, a atração era Sainz, que foi ganhando posição e, na volta 30 assumiu o quarto posto, passando George Russell. E, na volta 42, Sainz passou Perez, indo para o terceiro lugar.

Logo em seguida, teve que parar para trocar pneus e ainda cumprir os cinco segundos de pena. E voltou em nono lugar.

E, na volta 50, Guanyu Zhou abandonou, ficou em posição perigosa e entrou um Virtual Safety Car, só para dar mais emoção. Mas não mudou as posições finais, apenas no terceiro lugar, com Russell passando Perez na relargada.

Veja em seguida: Fiat Argo chega a 400 mil unidades produzidas e tem novidades para 2023

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Privacy & Cookies Policy