Você sabe a diferença entre um veículo híbrido e um veículo elétrico? Confira

Eles fazem parte de uma nova tendência na indústria automobilística

São José dos Campos-SP, 25 de junho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – Com a pauta da sustentabilidade em alta no mundo, os carros híbridos e elétricos ganham cada vez mais espaço no mercado. Mas, você sabe a diferença entre um e outro? O Olhar Automotivo vai falar um pouco sobre o assunto.

Primeiramente, os carros elétricos já são realidade em muitas fabricantes e montadoras. Inclusive, algumas marcas já estabeleceram como meta produzir apenas carros elétricos até 2030. Algumas empresas, como a Caoa Chery, fechou a fábrica em Jacareí para readequar a produção e voltar em 2025 com os veículos sustentáveis.

Veja em seguida: Quais os sinais de que abasteceu o carro com gasolina adulterada? Confira como saber

Como funciona o carro híbrido

Agora, podemos dizer que o carro híbrido é um primórdio do carro elétrico. Isso porque ele combina o motor a combustão normal com a eletricidade. No entanto, existem algumas diferenças entre os próprios modelos híbridos.

Por exemplo, temos o híbrido leve, que não pode se movimentar apenas com a eletricidade. Contudo, a bateria ajuda a armazenar energia e levar ao motor, principalmente em momentos de frenagem, por exemplo.

Você sabe a diferença entre um veículo híbrido e um veículo elétrico? Confira. Foto: Canva
Você sabe a diferença entre um veículo híbrido e um veículo elétrico? Confira. Foto: Canva

Assim, é um sistema parecido com os ‘kers’, dos carros de Fórmula 1, que acumulam energia para depois acelerar.

Veja em seguida: Falta de peças coloca em xeque produção de veículos; Volks reduz carga horária

Outro modelo de motor híbrido é o pleno. Neste caso, é possível usar dois motores no carro, o convencional e o elétrico, variando os dois tipos de impulso. No entanto, para carregar o motor elétrico, depende ainda de ter o motor a combustão ligado.

Por fim, temos o híbrido plug-in. Neste caso, ele é totalmente independente do motor à combustão e tem a possibilidade de se carregar em uma tomada. Por isso, leva o nome de ‘plug-in’.

Motor elétrico

Mas já temos o motor totalmente elétrico, onde não existe nenhum tipo de combustível fóssil para ligar o veículo. Neste caso, o motor sequer faz barulho, algo típico dos motores convencionais. Normalmente, usam duas baterias recarregáveis para impulsionar os carros.

Ainda assim, se trata de algo que engatinha ao menos no mercado brasileiro. Isso porque temos poucos postos de recarga e ainda não temos uma estrutura adequada para isso.

Mesmo com isso, os chamados veículos ‘EV’ já são realidade, principalmente entre as fabricantes mais luxuosas, como a Mercedes, por exemplo. E o mais importante é que, hoje, a autonomia dos veículos elétricos já se equipara aos convencionais.

Veja em seguida: Conheça o Scudo, novo Furgão da Fiat; saiba mais sobre essa novidade

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Privacy & Cookies Policy