Verstappen vence o GP do Canadá e amplia vantagem na liderança da Fórmula 1

Agora, tem 46 pontos de vantagem sobre Perez

São José dos Campos, 19 de junho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – O piloto holandês Max Verstappen venceu o GP do Canadá, na tarde deste domingo (19), no circuito de Montreal, a nona etapa da temporada 2022 do Mundial de Fórmula 1. E o Olhar Automotivo vai falar sobre como foi a prova.

Depois, o espanhol Carlos Sainz, da Ferrari, ficou em segundo lugar, na cola dele, com o heptacampeão Lewis Hamilton, da Mercedes, em terceiro.

Veja em seguida: Você troca o óleo do carro no tempo certo? Saiba porque esse item é tão importante

Primeiramente, com esse resultado, amplia a vantagem na liderança, com 175 pontos. Enquanto isso, Sergio Perez, que abandonou, é o segundo, com 129 pontos. Já Charles Leclerc, da Ferrari, que largou em último, chegou em quinto e foi a 126.

Agora, os pilotos voltam às pistas no dia 3 de julho, quando disputam o GP de Silverston, na Inglaterra, a décima etapa da temporada e uma das corridas mais tradicionais do calendário.

Como foi a prova

Ao contrário do treino, que teve um temporal, desta vez a prova foi totalmente ensolarada e com pista 100% seca.

Assim, na largada, o líder do campeonato largou melhor e já abriu, deixando o surpreendente Fernando Alonso em segundo, com Sainz e Hamilton também mantendo as suas posições de largada.

Enquanto isso, lá atrás, Leclerc, que está na briga pelo título, largou em último, mas ganhou três posições logo na primeira volta da prova.

Veja em seguida: Saiba como fazer para proteger o seu carro em dias de geada; dicas importantes

Em seguida, na terceira volta, Sainz passou Alonso, assumindo o segundo lugar em um duelo de espanhóis.

Já na volta 8, o mexicano Sergio Perez, companheiro de Verstappen na Red Bull, abandonou a prova por problemas no motor.

Com isso, houve o virtual safety car e, com isso, Verstappen, que estava na liderança, e Hamilton, o quarto, pararam para trocar pneus e colocar compostos duros. Assim, mudaram suas estratégias.

Depois, na volta 21, novo virtual safety car recolocou o holandês na ponta, pois, Sainz também aproveitou para trocar os pneus. Naquele momento, Leclerc, em corrida de recuperação, já estava em sétimo lugar na prova.

Mas o que atrapalhou a prova do monegasco foi ficar várias voltas atrás de Estéban Ocon, da Alpine, o que comprometeu uma reação ainda maior na prova. E foi para o box pela primeira vez na volta 42.

Reta final

Lá na frente, Verstappen chegou à volta 40 com 6,8 segundos de vantagem sobre Sainz, que estava mais rápido e tentando diminuir a diferença. E, na volta 44, o holandês teve que parar e voltou atrás de Hamilton, em terceiro lugar.

E, na volta 49, Tsunoda bateu sozinho ao sair dos boxes, veio a bandeira amarela e Sainz parou nos boxes, voltando em segundo, colado em Verstapen, com Hamilton em terceiro.

Então, na reta final, começou a perseguição de Sainz sobre Verstappen, em busca da vitória. Mas, no final, o holandês se manteve na ponta.

Veja em seguida: Porsche Cayenne: 20 anos de sucesso e retomada da empresa; saiba o motivo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Privacy & Cookies Policy