Placa preta: saiba como fazer para colocar e confira se o seu carro se enquadra no perfil de colecionador

Nem todos os carros podem conseguir esse atestado

São José dos Campos, 19 de abril de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – A placa preta se tornou um item de desejo para os proprietários de carros antigos no Brasil. Afinal de contas, é uma prova de originalidade e, consequentemente, valoriza ainda mais a sua relíquia. No entanto, é preciso seguir algumas regras para requerer. E o Olhar Automotivo vai falar um pouco sobre o assunto.

Primeiramente, para ter a placa preta o carro precisa, obrigatoriamente, ter pelo menos 30 anos de uso. Ou seja, no momento atual, veículos fabricados de 1992 para trás podem requerer esse item tão desejado pelos colecionadores. Contudo, vai ter que correr atrás de um pouco de burocracia para conseguir.

Veja em seguida: Vai viajar para a praia? Confira algumas dicas importantes para descer a serra com segurança

Atualmente, existe uma portaria do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), onde qualquer Clube de Carros Antigos poderá emitir esse certificado de originalidade. Mas esse clube também precisa ser credenciado ao Denatran e o proprietário do veículo precisa se filiar ou já ser filiado a esse clube.

Além disso, é essencial e obrigatório que o carro possua ao menos 80% de originalidade em suas características. Contudo, só isso também não basta, pois é necessário estar em boas condições de conservação. Assim, será devidamente avaliado pelo clube.

Depois, precisa também levar para o clube uma cópia dos documentos pessoais, o documento do carro e seis fotos do veículo, da parte da frente, traseira, lateral direita, lateral esquerda, motor e painel. Após a aprovação na vistoria, precisa levar ao Detran (Departamento de Trânsito) de usa cidade para continuar o processo.

Veja em seguida: Cuidados que você deve ter para aumentar a vida útil do seu carro

Qual o custo para colocar a placa preta

Agora, além de todo esse trâmite burocrático, ainda tem o gasto para fazer tudo isso. Então, vai ter que pagar as taxas do Detran e também do clube onde vai fazer a vistoria. Geralmente, o investimento para conseguir a placa preta é em torno de R$ 600 e inclui já o custo da confecção do material e a instalação.

Por fim, esses carros clássicos podem circular normalmente como qualquer outro veículo e não precisam de nenhuma CNH especial. Por isso, precisam também de licenciamento anual e, por terem mais de 20 anos, já não pagam mais o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), independentemente de serem colecionáveis. A seguir, acompanhe um vídeo do canal ‘Opala na Veia’, com mais algumas dicas.

Veja em seguida: Sem gastar e sem arranhar! Como lavar carro em casa de forma segura com essas dicas

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Privacy & Cookies Policy