Quando o motor do carro precisa passar por uma retífica? Confira os sinais e as dicas

A durabilidade também depende muito da manutenção

São José dos Campos, 29 de abril de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – O carro, como qualquer produto mecânico, tem seu desgaste natural e também um tempo de vida útil. Assim, com o tempo, o motor vai precisar passar por uma retífica. Mas, quando vai precisar ‘abrir o motor’? O Olhar Automotivo vai falar sobre o assunto.

Primeiramente, é difícil cravar com quantos quilômetros vai precisar retificar o motor de um carro. Isso porque vai depender também da manutenção feita no veículo. Frequentemente, os motores duram mais de 200 mil ou 300 mil quilômetros sem retífica. E há relatos até de carros que rodaram um milhão de quilômetros sem retificar.

Veja em seguida: Como remover riscos da lataria do carro manualmente? Confira essas dicas simples

Contudo, quando começamos a ouvir muitos barulhos vindos do motor ou quando temos dificuldades para ligar o veículo constantemente, pode ser um sinal dessa necessidade. Além disso, quando o escapamento solta muita fumaça e o nível do óleo fica muito baixo, também é um sinal.

Mas o motor tem muitas peças e, muitas vezes, a retífica pode ser feita em algumas peças ou na totalidade. O mais comum é mexer na junta do cabeçote. Aliás, neste caso, outros carros mais novos passam por isso quando o proprietário esquece de colocar água no radiador ou quando estoura uma mangueira.

Além disso, quando o consumo de combustível se torna excessivo e quando o carro fica sem potência na aceleração, também significa que o motor precisa dessa retífica.

Qual o valor de uma retífica de motor?

Agora, muita gente se pergunta sobre o valor da retífica do motor de uma carro. Mas, uma coisa é certa: não fica barato. Contudo, o valor varia muito para cada modelo e também para a quantidade de peças. Então, pode ficar a partir de R$ 1.500 e também passar dos R$ 7.000.

Veja em seguida: Como fazer para conservar o carro? Confira essas dicas para valorizar o seu patrimônio

No entanto, quando a retífica é bem feita, o motor pode rodar até mais tempo do que o original, desde que o motorista dirija sempre da maneira correta. Mas, aqui vale uma atenção para carros de motor CHT, como Escort, Del Rey e Corcel 2: o número do motor deles fica em uma plaqueta parafusada no bloco.

Por isso, quando for retificar, o mecânico precisa guardar essa peça. Caso contrário, vai perder o número do motor e terá que remarcar. Em muitos carros, pode gerar até problemas e apreensão do veículo. A seguir, acompanhe um vídeo do canal ‘CAR UP Dicas automotivas’, com mais um pouco sobre o assunto.

Veja em seguida: Gasolina aditivada: confira as vantagens desse combustível para o seu carro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Privacy & Cookies Policy