Fiat comemora marca de 330 mil unidades do Argo vendidas no Brasil

Veículo é produzido no Brasil desde o final de 2017

São José dos Campos-SP, 2 de junho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – A Fiat chegou à marca 330 mil unidades do Argo vendidas desde 2017, quando começou a produzir o veículo no Brasil. Além disso, em toda a América Latina, são mais de 400 mil unidades. Os dados são da própria empresa e o Olhar Automotivo vai falar um pouco sobre o assunto.

Primeiramente, vale lembrar que o Argo chegou ao mercado sob a responsabilidade de substituir o Punto e, principalmente, o consagrado Fiat Palio. No entanto, parece que deu conta do recado e hoje é uma referência.

Veja em seguida: A luz da injeção eletrônica do carro está acesa? Saiba como fazer nesta situação

Por exemplo, apenas no ano passado, mesmo com pandemia da Covid-19 e crise econômica, a Fiat comercializou 85 mil unidades do Argo no Brasil. Aliás, desde o lançamento, sempre figura entre os dez mais vendidos do país no segmento.

Então, a Fiat começou a produzir o carro no final de 2017 e, em 2018, foram 63 mil unidades comercializadas. Em seguida, no ano de 2019, conseguiu emplacar 79 mil. Apenas em 2020 caiu para 66 mil, contudo, por conta do ano atípico devido ao início da pandemia da Covid-19.

Estratégia

Enquanto isso, a Fiat encara o Argo como um veículo estratégico no ponto de vista do marketing. Isso porque é um carro que, segundo a empresa, pode atrair consumidores interessados em outros modelos.

Além disso, para a próxima versão do Argo, a Fiat já anunciou que o carro terá importantes alterações no design e ainda mais potência para se manter na parte de cima do mercado automotivo brasileiro.

Veja em seguida: Nissan 350Z do Fiuk: saiba um pouco mais sobre esse esportivo

Versões

Atualmente, a Fiat tem quatro versões do Fiat Argo, que são a Argo 1.0, a mais básica, além do Argo Drive 1.0, Argo S-Design 1.3 e Argo Trekking 1.3, essa última o top de linha do modelo produzido na fábrica de Betim, região metropolitana de Belo Horizonte.

Enquanto isso, as montadoras de modo geral tentam se recuperar justamente por conta dos dois anos de pandemia. Isso sem contar a dificuldade de produção por conta da falta de semicondutores, essenciais para fazer os carros.

E, mesmo com o aumento dos preços médios dos veículos novos, as vendas do Argo continuam em alta no país. Agora, é só esperar o lançamento da nova versão do modelo para o segundo semestre.

Veja em seguida: Novo BMW X1 aposta em versão híbrida e 100% elétrica

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Privacy & Cookies Policy