Pneus riscados e recauchutados? Nunca use, saiba por que e confira os riscos

A segurança do motorista tem que vir em primeiro lugar

São José dos Campos-SP, 16 de maio de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – Muitos motoristas procuram os chamados pneus ‘riscados’ para colocar no carro quando o original já está careca. Isso por conta do preço, bem mais barato. No entanto, esse modelo de pneu é proibido e arriscado. E o Olhar Automotivo vai falar um pouco sobre o assunto.

Primeiramente, vale destacar como se faz o pneu riscado. Na borracharia, os funcionários passam o produto em uma máquina para recriar os riscos e, muitas vezes, ficam tortos e fáceis de perceber que não são originais.

Pneus riscados e recauchutados? Nunca use, saiba por que e confira os riscos - Canva
Pneus riscados e recauchutados? Nunca use, saiba por que e confira os riscos – Canva

Segundo especialistas, esse recurso é perigoso porque o corte se aproxima do arame do pneu, que ali já está sem sustentação necessária.

Veja em seguida: Confira algumas dicas para usar o GPS no carro da maneira correta

Desta maneira, pode estourar na estrada até ao passar sobre uma pedra. Com isso, pode ainda causar um acidente de graves consequências, até porque vai ficar sem aderência.

Além disso, se a fiscalização pegar, vai aplicar multa grave e ainda apreender o veículo, até que o proprietário providencie a troca. Ou seja, o que era mais barato, vai ficar caro.

Caso não tenha dinheiro para comprar pneus novos ou ao menos os chamados remolds, o ideal é nem ter carro. Afinal de contas, a vida vale muito mais.

Pneus recauchutados são legalizados, mas também é perigoso

Outra possibilidade que os motoristas apostam para economizar é na compra de pneus recauchutados, quando aquele produto já careca fica com uma espécie de capa nova.

No entanto, se o trabalho não for bem feito, o risco do pneu ‘dechapar’ e soltar na estrada, também existe e com a possibilidade de causar acidentes.

Veja em seguida: Saiba o que fazer para limpar o capacete do jeito certo; confira essas dicas simples

Embora seja mais barato que o pneu original, o produto recauchutado também dura menos. Ainda segundo especialistas, no final das contas não compensa financeiramente, a longo prazo, apostar nos recauchutados.

Assim, o ideal é comprar pneus novos e cuidar para durar mais tempo. Um pneu novo, de boa qualidade, pode rodar até cerca de 70 mil quilômetros, ao contrário do recauchutado, que roda no máximo 20 mil.

Por fim, no caso do pneu novo, é importante fazer a rotatividade, ou seja, trocar de posição a cada 10 mil quilômetros, para equilibrar o desgaste. Isso porque o pneu da frente consome mais do que os de trás. E também faça a calibragem toda semana. A seguir, veja um vídeo do canal do ‘Jornal da Record’, com mais algumas dicas sobre o assunto.

Veja em seguida: Quais os cuidados que devemos ter com os carros com carburador? Veja como fazer

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Privacy & Cookies Policy